meditação do dia 16/02/16- A verdade vos libertará

jo08_31_42

 

Evangelho: Jo 8,31-42 

Boa Nova para cada dia

“Se Deus fosse vosso Pai, vós me amaríeis, porque eu saí de Deus”(Jo 8,42).

Hoje, sem problema, aceitamos que Jesus é o Filho de Deus.

Mas isto os judeus não quiseram nem entender e menos ainda aceitar, como diz Jesus: “Se Deus fosse vosso Pai, vós me amaríeis”.

Jesus chamava Deus de “Pai” para afirmar que era divino como Deus. Aqui estava o nó de toda a discussão entre Jesus e os judeus,e o motivo de sua condenação por Caifás. Se aceitassem Jesus como Filho divino de Deus, deveriam admitir que Jesus era de condição divina. E, consequentemente, deveriam adorá-Lo. Isto o monoteísmo dos judeus jamais aceitaria. Porém Jesus afirmava que eles podiam entender isto, mas não quiseram, por pura má vontade. No entanto Jesus provara que era Filho de Deus com seu ensino, milagres e autoridade sobre-humana.

 

54a9d0f2334b9045a15aca547b3869f8

Homilia

 

Diário Espiritual

Comentário do dia : São Paciano de Barcelona (?-c. 390), bispo
Se for o Filho a libertar-vos, sereis verdadeiramente livres»

Irmãos, pelo batismo recebemos um novo nascimento. «Se esperamos em Cristo apenas para esta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens» (1Cor 15,19). A nossa vida terrena, como podeis observar, é semelhante à dos peixes, das feras e das aves.

Mas o que é próprio do homem, o que Cristo nos deu pelo seu Espírito, é a vida eterna, desde que deixemos de pecar  «porque o salário do pecado é a morte; ao passo que o dom gratuito que vem de Deus é a vida eterna, em Cristo Jesus, Senhor nosso» (Rom 6,23).

Meus filhinhos, fixai isto, acima de tudo: outrora, as nações eram entregues ao poder das trevas, mas agora fomos libertados graças à vitória de Cristo Jesus Nosso Senhor. Foi Ele que nos resgatou.

Ele libertou os cativos e quebrou as nossas cadeias, como David tinha profetizado: «O Senhor levanta os abatidos, o Senhor dá liberdade aos cativos, o Senhor dá vista aos cegos» (Sl 145, 7).

E noutro salmo: «Quebrastes as minhas cadeias, oferecer-Vos-ei um sacrifício de louvor» (Sl 115,16). Sim, fomos libertados das nossas cadeias quando, pelo sacramento do batismo, nos reunimos sob o estandarte do Senhor, libertos pelo Sangue e pelo Nome de Cristo.

Portanto, irmãos caríssimos, de uma vez para sempre somos baptizados, de uma vez para sempre somos libertados, de uma vez para sempre somos recebidos no reino imortal; de uma vez para sempre, «felizes daqueles a quem foi perdoada a culpa e absolvido o pecado» (Sl 31,1).

Guardai com firmeza o que recebestes, guardai-o com alegria, não pequeis mais. Daqui por diante, conservai-vos puros e irrepreensíveis para o dia do Senhor.

Jesus nos diz: “Se permanecerdes na minha Palavra, sereis verdadeiramente meus discípulos, conhecereis a Verdade e a Verdade vos libertará!”

 

Questionamentos: Quem, O que é a Verdade para mim? Sou discípulo de Quem?

 

Anúncios

Publicado em 16 de março de 2016, em Sem categoria. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: