Arquivos do Blog

meditação do dia 09/05/15- As testemunhas de Jesus e o ódio do mundo

09

Primeira leitura: Atos 16, 1-10

A partir do capítulo 16 do livro dos Atos, Lucas centra a sua atenção na atividade missionária de Paulo.

O texto que escutamos hoje apresenta-nos a segunda viagem missionária do Apóstolo, já sem a companhia de Barnabé, com quem se desentendera devido a uma diferente avaliação da pessoa de João Marcos.

Mas Paulo não parte sozinho para a nova viagem, mais alargada que a primeira.

Vai com Timóteo, seu discípulo, que lhe permanecerá sempre fiel.

Para evitar conflitos com os judeus, fá- lo circuncidar, embora reconhecesse que isso não era necessário.

O Espírito Santo é o guia dos missionários, corrigindo-lhes mesmo a rota.

Para Lucas, o Espírito Santo é o grande protagonista e estratega da evangelização.

Os seus planos nem sempre coincidem com os dos homens.

É o caso em que impele Paulo a passar à Europa, em vez de penetrar nas regiões da Ásia menor.

Na ação missionária de Paulo não havia muita organização, mas havia muita disponibilidade à ação do Espírito.

Um exemplo sempre atual!

 

 

Salmo: Sl 99(100),2-5
R. Aclamai o Senhor, ó terra inteira.

 

Evangelho: João 15, 18-21

Boa Nova para cada dia

“ Porque não sois do mundo, porque Eu vos escolhi e apartei do mundo, o mundo por isso vos odeia” (Jo 15,19).

Consideramos ontem como o Plano Salvador de Deus nos pôs em união com Jesus Cristo, tal como Jesus Cristo está unido a Deus Pai.

Hoje consideramos os impedimentos que os inimigos de Deus põem para que esta nossa união com Jesus Cristo e com Deus Pai aconteça.

Jesus nos adverte: o ‘mundo’ faz tudo para nos separar do amor de Cristo.

Embora nada tenha, neste mundo, poder para nos separar do amor de Cristo, como nos ensinou São Paulo em Rm 8,35, sabemos que o ‘mundo’ faz tudo o que pode para nos distanciar de Deus.

Mas, como Deus nos mantém unidos a Ele, o ‘mundo’ nos odeia.

Afinal, o que Jesus quis dizer com ‘mundo’?

É claro que não se trata da criação de Deus, o mundo onde vivemos.

Trata-se de pessoas revoltadas contra Deus.

São os ateus, os que se fazem deuses de si mesmos, e, pior, os adeptos do grande inimigo da natureza humana, o demônio.

Não pensemos que isto seja uma ideia medieval.

Um dia Jesus disse a São Pedro: “Simão, Simão, eis que Satanás vos reclamou para vos peneirar como trigo!” (Lc 22,31).

Não entendemos o que significa ‘peneirar como o trigo’.

Mas entendemos claramente que o demônio um dia quis ter São Pedro sob seu domínio, isto é, afastado de Deus Pai e de Jesus Cristo.

Mas Jesus mesmo pediu a Deus que isto não acontecesse a São Pedro.

E não aconteceu.

Isto quer dizer que mesmo que sejamos tentados pelo demônio a nos separar de Jesus Cristo, o demônio não conseguirá, porque Deus não o quer, e nós, de nossa parte, não o desejamos de forma alguma.

O mundo pode nos odiar. Mas Deus tem poder maior do que o mundo.

Fiquemos, portanto, seguros em nossa união com Jesus Cristo e por meio Dele, com Deus Pai.

Autor: Pe. Valdir Marques, SJ, Doutor em Teologia Bíblica pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma.

 

evangelho

 

 

Homilia

 

 

 

Diário Espiritual

A docilidade de Paulo ao Espírito Santo é uma lição para nós…

É que os nossos projetos podem não coincidir com os projetos de Deus, porque não fizemos um bom discernimento, ou por causa de outros nossos limites.

Também é possível que os nossos bons projetos estejam inquinados de ambição, de egoísmo, de vaidade.

As dificuldades, postas por Deus às nossas obras, são boa ocasião para trabalharmos com generosidade, mas também com desinteresse, deixando-nos a alegria de servir a Deus com docilidade e retidão.

”Eu vos escolhi e vos apartei do mundo. Se o mundo vos odeia e vos persegue, primeiro odiou e perseguiu a mim”!

Questionamento:

Quando sou zombado e perseguido por ser de Cristo, desanimo, brigo, ou me alegro por poder testemunhar e sofrer por causa Dele ?

O que significa sermos escolhidos por Jesus do meio do mundo?

Qual é a missão do cristão no mundo?

O discípulo é chamado a configurar a sua vida à vida de Cristo e encontrar nele a força diante das dificuldades na realização de sua missão.

 

Actio

Repete frequentemente e vive hoje a palavra:
«O servo não é mais que o seu senhor» (Jo 15, 20).

 

 

Anúncios